NACIONAL

Efeito da pandemia: PIB tem maior tombo em 24 anos e fecha 2020 com queda de 4,1%


O Produto Interno Bruto (PIB) do país avançou 3,2% no quarto trimestre de 2020, mas encerrou o ano com queda de 4,1%, totalizando R$ 7,4 trilhões.

É o maior recuo anual da série iniciada em 1996. Essa queda interrompeu o crescimento de três anos seguidos, de 2017 a 2019, quando o PIB acumulou alta de 4,6%. Os dados são do Sistema de Contas Nacionais Trimestrais, divulgado pleo IBGE, nesta quarta-feira (3).

A coordenadora de Contas Nacionais, Rebeca Palis, avalia que o resultado é efeito da pandemia da Covid-19, quando diversas atividades econômicas foram parcela ou totalmente paralisadas para controle da disseminação do novo coronavírus. Ela destaca ainda que mesmo depois da flexibilização do distanciamento social, muitas pessoas permaneceram receosas de consumir, principalmente os serviços que podem causar aglomerações.

Em 2020, os serviços encolheram 4,5% e a indústria, 3,5%. Somados, esses dois setores representam 95% da economia nacional. Por outro lado, a agropecuária cresceu 2,0%.

Nos serviços, o menor resultado veio de outras atividades de serviços (-12,1%), que são os restaurantes, academias, hotéis. 


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.