CIDADE

Famílias do Assentamento Mirassul, em Iguatu, vivem o drama da escassez de água

Moradores utilizam água de qualidade ruim de uma cisterna na região
Várias famílias residentes na comunidade de Mirassul, na zona rural de Iguatu, vivem o drama da falta de água. Na semana passada, relatos de alguns moradores retratavam o descaso do poder público municipal com a situação de sete famílias que habitam no Assentamento.

Praticamente sem água sequer para beber e cozinhar, os moradores aguardam a perfuração de um poço, projeto prometido pela Prefeitura de Iguatu que poderia amenizar a situação de escassez de água na região, que depende das águas das chuvas e do abastecimento por meio de carro pipa.

Sem água para a higienização necessária do dia a dia, os moradores tem apelado para que a Coordenação de Defesa Civil do Município de Iguatu envie um carro pipa para socorrer a região, no entanto, até a última sexta-feira (4) nenhuma providência havia sido tomada.

Vale salientar que a situação de desabastecimento de água nas comunidades rurais de Iguatu têm sido motivo de queixas de centenas de moradores. Com o fim da quadra chuvosa, a tendência é aumentar a escassez de água, situação que requer a intervenção urgente da administração municipal. 


Sobre Luiz Vasconcelos

1 comentários :

  1. É lamentável e inconcebível a morosidade da Prefeitura de Iguatu no atendimento ao clamor dos moradores da comunidade de Mirassul pela perfuração do tão sonhado poço artesiano.

    Se de um lado, a Prefeitura Municipal alega que há um projeto em andamento para perfuração do poço, de outro lado, moradores afirmam que
    as famílias ali ouvem essa promessa já há muito tempo.

    Ora, como esperar que o poço realmente será feito, se nem água do carro pipa ‘tá’ chegando no local?

    Não há razão para inércia da administração pública quando a demora na solução do problema possa resultar em danos à vida e à saúde da população, sobretudo em regiões carentes de serviços públicos essenciais, como é o caso da zona rural de Iguatu.

    A água é elemento indispensável à vida. A escassez de água ou a má qualidade desta sempre traz consequências trágicas às populações impactadas.

    Cumpre, portanto, à Prefeitura Municipal envidar esforços para assegurar o abastecimento de água potável de qualidade a essas famílias de agricultores do Assentamento Mirassul, e empenhar-se com presteza e rigor para que o almejado poço seja finalmente perfurado e deixe de ser apenas uma “promessa”.

    Ou será que o ilustre gestor municipal prefere esperar que primeiro aconteçam ali mortes por desidratação crônica e infecções parasitárias para só depois resolver o problema ?!!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.