POLITICA

Cenário eleitoral faz PDT mudar estratégia e antecipar 2022


O mais recente cenário, traçado nas pesquisas que estão sobre a mesa do senador Cid Gomes, mostram um quadro mais acirrado na disputa pelo Palácio da Abolição, em 2022. Por conta disso, o PDT programou uma série de encontros regionais para discutir propostas junto às lideranças locais, prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças municipais. Os dois primeiros eventos já ocorreram em Brejo Santo (11) e Barbalha (12).

Os números das pesquisas continuam sob sigilo, mas há quem diga que hoje o cenário político estaria mais favorável ao deputado federal Capitão Wagner (Pros), na disputa pelo governo do Estado. Wagner já se apresenta como pré-candidato na disputa, percorre o interior do Ceará em busca de apoios. Na base aliada ele conta com apoio do Republicanos, do Podemos, do PL e de políticos ligados ao PSDB, como o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa e o deputado federal Danilo Forte.

No comando da política no Ceará desde 2007, os irmãos Cid e Ciro Gomes trabalham para manter sólida sua liderança no Estado. A prioridade é eleger um sucessor de Camilo Santana (PT), que encerra o mandato em 2022. A tarefa, após 16 anos comandando o estado, não parece fácil para os dois caciques cearenses.

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.