REGIONAL

Cid Gomes acusa ministro da fazenda de retaliação

O governador Cid Gomes (Pros) alegou, na manhã desta segunda-feira (16), que o relatório do Tribunal de Contas da União está atrasado e que a divulgação seria uma forma de retaliação do ministro da Fazenda, Guido Mantega. Relatório rebaixa à categoria "D", a mais baixa, no ranking de análise financeira e garantias fiscais do Estado para receber empréstimo de R$ 100 milhões do Banco Mundial.

"O ministro Guido Mantega já há algum tempo vem tentando retaliar o estado do Ceará. Isso é uma posição pessoal em relação a mim porque ele pra atender o interesse do pessoal de São Paulo fazia muita questão de aprovar uma matéria que reformula a distribuição do ICMS. Eu fui à presidente Dilma e, na frente dele, desmontei todos os argumentos que ele colocava. Desde essa data que ele ficou com a restrição em relação a mim", argumentou o governador Cid Gomes.

O relatório de agosto do TCU, divulgado agora, apontou que a capacidade de pagamento do Estado "inspira cuidados". Apesar do questionamento quanto a à saúde financeira do Estado, foi aprovado na última terça-feira (10) pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), uma operação de crédito que beneficia o Ceará com R$ 750 milhões.

Cid Gomes ainda atribui a Guido Mantega responsabilidade na demora de envio de  um "simples ofício" à Casa Civil para que a presidente Dilma Roussef  repassasse ao Senado Federal para autorizar um financiamento. "Tentei falar com ele, mas não consegui. Liguei para a presidente, que me atendeu na hora, e imagino que deve ter falado duro com ele, porque no mesmo dia a matéria acabou indo para o Senado", diz Cid Gomes.

Para o governador, a saúde financeira do Estado "vai muito bem, obrigado". "O que deve preocupar alguém em relação à dívida é o que ela é  em relação às receitas do Estado". De acordo com Cid Gomes, a dívida atual do Ceará é inferior a 28% do que o Estado arrecada ao ano.

(Diário do Nordeste)


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.