REGIONAL

Assembleia debate importância das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos para o SUS

Nesta segunda-feira 8/5, às 9h30, a Assembleia Legislativa do Estado do Ceará sedia debate sobre a importância das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos para o Sistema Único de Saúde (SUS). A iniciativa da discussão partiu do deputado estadual Carlos Felipe (PcdoB) e do deputado federal e integrante da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas e Entidades Filantrópicas da Câmara, Odorico Monteiro (PT).

Atualmente, o Brasil apresenta uma rede de 1.722 unidades filantrópicas que prestam serviço ao SUS. São 797 hospitais atuando diretamente no apoio ao serviço público de saúde, o que corresponde a 42% das internações do SUS, além de cobrir 20% dos procedimentos ambulatoriais de média e alta complexidade da rede pública.

No Ceará são 55 instituições filantrópicas que prestam relevante serviço a população. Só a Santa Casa de Fortaleza possui 400 leitos e atende uma média de 900 pessoas por dia. A Santa Casa de Sobral, por exemplo, possui especialidades carentes no setor público como a pediatria e os exames complexos de imagem, com mais de 250 atendimentos mensais.

Para o médico, pesquisador da Fiocruz e deputado federal cearense, Odorico Monteiro, as Santas Casas e as entidades filantrópicas são importantes instituições de convergência e suporte ao Sistema Único de Saúde. “As entidades filantrópicas são aliadas históricas na promoção da saúde à população brasileira. A população cresceu e envelheceu. Precisamos, como parlamentares ligados à causa da saúde, dedicar tempo e esforço para ajudar às Santas Casas e outras entidades numa boa relação entre Governo e entidades de apoio logístico e financeiro”, atesta.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.