REGIONAL

Sem acordo, greve da Uece está prestes a completar quatro meses

Professores das universidades estaduais do Ceará e representantes do Governo do Estado terminaram sem acordo a reunião que debatia o fim da greve dos docentes. Em 3 de setembro, a greve na Universidade Estadual do Ceará (UECE) completa 120 dias e da Universidade Vale do Acaraú (UVA), 110 dias.

Os professores não aceitam a proposta apresentada pelo Governo do Estado em 11 de agosto, que inclui redução de R$ 9 milhões no orçamento anual da UECE. Segundo o presidente do sindicato dos professores das universidades estaduais, Célio Coutinho, o corte vai gerar dívida de R$ 9 milhões na UECE.

"Em 2015 a UECE fechou o ano com dívida de R$ 3 milhões, com esse corte, a universidade acumula mais R$ 9 milhões em 2016. Isso vai prejudicar pesquisas, restaurante, infraestrutura", diz Coutinho.

Os professores reivindicam também reajuste salarial de 12,67%. O presidente afirma ainda que a categoria ainda não recebeu o reajuste salarial que deveria ser aplicado desde 1º de janeiro deste ano.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.