CIDADE

Iguatu se despede de médicos cubanos e pleiteia 17 vagas no Mais Médicos

Iguatu se despede de médicos cubanos e pleiteia 17 vagas no Mais Médicos
Depois de atuarem por três anos no município de Iguatu, através do Programa Mais Médicos, 16 médicos cubanos tiveram que retornar à sua terra natal. A despedida dos profissionais aconteceu na manhã desta segunda-feira (28), em frente à sede da Secretaria de Saúde, e foi marcada por homenagens e muita emoção.

Ainda na noite de domingo (27), a Secretaria de Saúde promoveu um jantar de confraternização para os médicos. Em Iguatu trabalhavam, desde 2013, dezessete médicos cubanos, incluindo a médica Mabel Guillot Sanchez, que faleceu na quarta-feira (23) passada. A causa da morte ainda não foi identificada.  

O prefeito Aderilo Alcântara e a secretária da Saúde, Vanderlúcia Lobo destacaram o empenho dos profissionais na aplicação diária de uma medicina humanitária e preventiva, bem como a valiosa colaboração dada pelos médicos ao Programa Saúde da Família em Iguatu.

Continuidade
Com o edital aberto pelo Ministério da Saúde e a lista dos municípios aptos a continuar, Iguatu pleiteia agora a substituição dos 17 médicos cubanos por profissionais brasileiros, que terão preferência no programa. "Acredito que até o final de dezembro o município consiga repor esses profissionais médicos definitivamente. Enquanto isso estamos fazendo remanejamento com nossos médicos para não deixar a população desassistida", disse Vanderlúcia Lobo.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.