POLICIAL

Suspeito de assassinar PM é morto e comparsa fica gravemente ferido em operação policial em Orós


A intensa busca aos suspeitos de matar o soldado da Polícia Militar do Ceará (PMCE) Djackson Araújo de Viveiros, 32, na última sexta-feira (16), culminou no encontro entre bandidos e policiais no município de Orós, na madrugada desta quarta (21), em troca de tiros, na morte de um adolescente suspeito e na prisão de um comparsa, que também foi baleado e se encontra em estado grave. Djackson Araújo reagiu a uma tentativa de assalto a uma topique no bairro Lagoa Seca, em Juazeiro do Norte, e acabou morto por três tiros na cabeça. 

Segundo o comandante da 5ª Cia do 2º Batalhão de Polícia Militar (BPM), de Crato, major Lucivando Rodrigues, o adolescente morto, de 17 anos, foi encontrado em uma residência no distrito de Guassussê, em Orós, reagiu à abordagem policial, disparando tiros e também sendo atingido. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Já Eduardo Nascimento da Silva, 20, conhecido como "Galego", estava no distrito de Palestina, a cerca 9 km de distância do comparsa. De acordo com o major Rodrigues, o suspeito adulto também reagiu e foi baleado, sendo levado em estado grave ao Hospital Municipal de Icó, que não realizava cirurgia para a retirada da bala e teve de transferir o homem para o Hospital Regional de Juazeiro do Norte.

Com a dupla, foram apreendidos duas armas, sendo uma pistola Ponto 45 de uso restrito da Polícia e uma pistola calibre 380. Segundo o comandante da 5ª Cia do 2º BPM, a dupla realizava assaltos com frequência na região do Cariri e "Galego" estaria em Orós, onde o adolescente residia, com o objetivo de se esconder das forças policiais.

Equipes da 5ª Cia do 2º BPM, do Comando Tático Rural (Cotar) e da Polícia Civil de Juazeiro do Norte e de Orós participaram da operação conjunta, que já havia se instalado há alguns dias na cidade de Orós, sabendo que a dupla suspeita havia fugido para a cidade após cometer o crime.

Terceiro suspeito se encontra preso

Um terceiro suspeito de envolvimento no assassinato do soldado Djackson foi preso no último domingo (18), em Cedro. Carlos David Freitas da Costa, 23, foi capturado após assaltar a casa de uma mulher, com dois comparsas, e portava uma pistola calibre 380, que será periciada para saber se foi a arma utilizada contra o PM. Ele já tinha passagens na Polícia por homicídio, roubo e tráfico de drogas e se encontra de novo atrás das grades da cela da Polícia Civil.

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.