CIDADE

Comitê gestor delibera sobre manutenção da vazão máxima do açude Trussu, em Iguatu

Açude Carlos Roberto Costa (Trussu) - Iguatu
Técnicos da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), escritório de Iguatu, estiveram reunidos com pequenos produtores rurais e membros do Comitê Gestor do açude Carlos Roberto Costa (Trussu) para fazer uma análise do segundo semestre do ano passado e deliberarem a vazão para os próximos meses. O objetivo é garantir que o reservatório mantenha os níveis compatíveis com o abastecimento das cidades de Iguatu, Acopiara e Quixelô, além de reduzir os prejuízos causados aos produtores rurais.

Foram discutidos três cenários para a deliberação, mas a vazão escolhida pela maioria dos 25 membros do Comitê ficou em 200 litros por segundo. Anatarino Torres, analista da Cogerh, afirmou que, mesmo com a incerteza de um bom inverno, cerca de 70% dos votantes decidiu deliberar pela manutenção da vazão. “Caso chova, buscaremos controlar ou até mesmo diminuir a liberação pela válvula com objetivo de reter a água no reservatório nos dias de precipitações mais intensas”, disse. 

Situação hídrica do Ceará

A Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh) monitora 153 açudes no Ceará, que estão distribuídos em 12 bacias hidrógráficas. A capacidade total hídrica desses açudes é de 18,64 bilhões de m³, mas no atual momento a reserva total é de apenas 6,13%, ou 1,14 bilhão de metros cúbicos.

No ano de 2017, já foi registrado um aporte de 24,40 milhões de m³. 


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.