POLITICA

PMDB recua e suspende processo de expulsão contra deputados cearenses


Após anunciar abertura de processo de expulsão contra três deputados estaduais do partido, a executiva do PMDB voltou atrás e arquivou a ação. Na manhã desta quarta-feira (30), os parlamentares receberam ofício do partido comunicando a decisão de tornar sem efeito a comunicação anterior.

A medida, considerada arbitrária pela maioria dos deputados federais cearenses que compõe a legenda, foi aplicada aos deputados Agenor Neto, Dra. Silva e Audic Mota. Segundo o partido, os parlamentares teriam votado a favor da extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), contrariando uma decisão da legenda.

De acordo com informações, o recuo do PMDB teria ocorrido a pedido do presidente do Senado Eunício Oliveira, que tenta unir a oposição para as eleições de 2018.

Postura nacional

Por meio de nota, a legenda alegou estar agindo segundo decisão adotada pelo PMDB Nacional, que arquivou representações na Comissão de Ética contra deputados federais que votaram contra a orientação partidária na votação que barrou a denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados.   

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.