CIDADE

Unidade de Semiliberdade de Iguatu será mantida até o final do ano

A unidade do programa socioeducativo Semiliberdade de Iguatu será mantida pelo menos até o final de 2017. Esse compromisso foi assumido pelo titular da Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (Seas), Cássio Silveira Franco, durante uma reunião em Iguatu. 

A decisão em desativar a unidade do semiliberdade de Iguatu foi anunciada em junho passado e gerou muita repercussão na cidade. O assunto foi debatido, inclusive, numa audiência pública na Câmara de Vereadores, realizada no início deste mês, com a presença da Promotora de Justiça de Defesa da Infância e da Juventude, Helga Barreto Tavares, além de outras autoridades.

De acordo com Cássio Franco, os recursos para manter a unidade de Iguatu em funcionamento são suficientes apenas para o mês de setembro próximo. "Será preciso mais verba para mantermos até o fim do ano enquanto discutimos a questão, que é complexa", disse. 

Recomendação

O Ministério Público do Estado do Ceará, por meio da promotora de Justiça, Helga Tavares Barreto, e Milvânia Britto Santiago, da comarca de Cratéus - cuja unidade também está ameaçada de fechamento - entregaram ao superintendente Cássio Franco uma recomendação para que a Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo se abstenha de encerrar as atividades das unidades regionais, bem como a transferência de adolescentes para outras unidades. As promotoras também solicitam que as propostas de encerramento sejam levadas ao Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Por: Luiz Vasconcelos
Jornalista MTB 003715/CE

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.