NACIONAL

Obra da Transposição do São Francisco está lenta e atrasada

A transferência de água do Rio São Francisco para o Ceará está cada vez mais incerta e distante no tempo. As informações oriundas dos canteiros de obras em Penaforte e Salgueiro, no Pernambuco, revelam que a Transposição do Velho Chico segue devagar e tem cronograma atrasado. 

Em muitos trechos, o cenário é de construção paralisada ou em ritmo lento, com reduzido número de operários e ausência de máquinas.


O quadro traz preocupação para os gestores dos Estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba. Em setembro, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, visitou parte do canteiro no Sertão Central pernambucano e reafirmou o esforço da pasta em concluir a obra no primeiro semestre de 2018.

No entanto, desde a visita do ministro, pouca coisa avançou no trecho, segundo informações de um dos engenheiros, que pediu para não ser identificado. Quem visita a construção observa com facilidade o ritmo lento dos serviços de engenharia e pontos ainda paralisados, com trechos do canal sem placas e mato invadindo o eixo central.

No entorno da BR-116, a quantidade de operários é reduzida para uma construção gigantesca. Uma ponte que deveria estar pronta sobre a rodovia e o canal da Transposição ainda não foi concluída. Na BR-232, na localidade de Uri, zona rural de Salgueiro, os serviços de conclusão de uma barragem e de uma estação de controle de água também não avançaram.

O Consórcio Emsa-Siton, que executa o trecho do Eixo Norte trabalha com dois canteiros, um em Salgueiro, onde a obra está mais avançada, e outra matriz em Penaforte, onde ainda tem muito trabalho a ser feito. 

Nos municípios Salgueiro e Penaforte, os moradores comentam que a Emsa não continuará e que as obras vão parar em breve. Os trabalhadores temem demissões. 

A obra da Transposição começou em 2007 e parece não ter um desfecho em curto prazo. Diante das dificuldades técnicas, o Ministério da Integração estaria vendo a possibilidade de notificação oficial ao consórcio Emsa-Siton para que cumpra o cronograma da obra, que em seu trecho tem 146Km de extensão e inclui a construção de estação de bombeamento de água e reservatório.

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.