POLITICA

"Estou tranquilo, mas indignado", diz Lula em carta escrita na prisão


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que "continua desafiando a Polícia Federal e o Ministério Público" a provarem os crimes que ele cometeu. Em uma carta, escrita de dentro do local onde ele está preso, na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, o petista afirmou também que "está tranquilo, mas indignado."

A mensagem foi lida pela presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, no acampamento montado em frente à sede da PF. "Continuo desafiando a Polícia Federal da Lava-Jato, o Ministério Público da Lava-Jato, o Moro e a segunda instância a provarem o crime que alegam que eu cometi. Continuo acreditando na Justiça e por isso estou tranquilo, mas indignado como todo inocente fica indignado quando é injustiçado", afirmou o político na carta.

A juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, autorizou, nesta segunda-feira (16/4), a visita dos senadores da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado ao local onde Lula e outros detentos estão presos.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.