POLITICA

Em clima de baixas, oposição lança general para disputa ao Governo do Estado


A oposição lançou, nesta segunda-feira (21), em Fortaleza, a pré-candidatura do general Theophilo Gaspar ao Governo do Estado. Ao mesmo tempo em que o bloco oposicionista tenta apresentar um nome viável na disputa ao Palácio da Abolição, dois partidos que compunham o bloco, o SD do deputado Genecias Noronha, e o PSD, liderado pelo ex-governador Domingos Filho, anunciam adesão ao grupo político de Camilo Santana (PT). As duas legendas sofrem influência do presidente do Senador Eunício Oliveira, que tenta renovar o mandato numa aliança com o PT e o PDT, em apoio à reeleição do governador Camilo Santana.

As articulações de Camilo, do ex-governador Cid Gomes e do senador Eunício Oliveira impõem o mais duro golpe na oposição. Sem o Solidariedade e o PSD, a oposição fica restrita ao PSDB e PROS, esse último comandado pelo deputado estadual Capitão Wagner que, nas eleições de 7 de outubro concorrerá à Câmara Federal.

A saída do PSD e SD emagrece o tempo da propaganda da oposição no rádio e na televisão e cria dificuldades para a eleição dos candidatos à Câmara dos Deputados e à Assembleia Legislativa. 
Durante a reunião no escritório do senador Tasso Jereissati que marcou o lançamento da pré-candidatura de Theophilo, o clima era de frustração e decepção com a ausência de dois nomes que há até duas semanas eram oposicionistas convictos. 


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.