POLITICA

Candidato pelo PDT, Ciro reconhece erros e pede fim da "cultura de ódio"


Ao lançar oficialmente sua candidatura ao Planalto, Ciro Gomes (PDT) pediu o fim da "cultura de ódio" entre brasileiros e disse que "eventualmente" comete erros em suas falas, mas nunca por "desonestidade intelectual".

"Não se restaura a paz pública com cultura de ódio, frases de efeito e mais violência", disse Ciro, ao afirmar que vai buscar um "debate fraterno" com todos os setores da sociedade. "É tão grave a situação que precisamos de todas as ideias", afirmou. "O Brasil não vai sair dessa equação difícil na base do nós contra eles."

O pedetista também citou seu estilo direto ao falar e disse que pode cometer erros.

"Falo às vezes 10 horas por dia e eventualmente cometo erros, nenhum deles por desonestidade intelectual", afirmou. "Evidentemente que posso errar aqui e ali, porque nunca tive a pretensão de ser um anjo", disse o candidato do PDT.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.