REGIONAL

Com decisão do Supremo de cancelar títulos, mais de 11 mil iguatuenses não poderão votar neste ano


Com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), na tarde de hoje, de cancelar os títulos eleitorais dos eleitores que não fizeram a biometria, um total de 11.249 iguatuenses que não realizaram a biometria no prazo determinado ficam impedidos de votar nas eleições deste ano.

Em todo o país foram cancelados 3,4 milhões de títulos de eleitor. No Ceará, a biometria era obrigatória em 129 dos 184 municípios cearenses, somando 4,7 milhões de eleitores. Desse total, 453 mil deixaram de realizar a biometria.

Além de estarem impedidos de votar, os faltosos também não podem assumir cargos públicos, emitir ou renovar passaporte, contrair empréstimos em bancos oficiais, participar de programas assistenciais do governo, matricular-se em instituição pública de ensino.

Após a eleição, a Justiça Eleitoral abrirá um novo prazo de cadastramento biométrico, a fim de regularizar a situação dos títulos cancelados.

Caucaia, é o município com mais títulos cancelados (28.628), seguido de Juazeiro do Norte (21.666), Maracanaú (19.330); Sobral (13.431); Crato (11.951);  Iguatu (11.249); Itapipoca (10.812);  Icó (8.494);  Maranguape (8.115); Morada Nova (7.018) e  Pacatuba (7.018).


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.