REGIONAL

Prefeito de Bela Cruz é afastado do cargo por suspeita de fraude na coleta de lixo da cidade


O prefeito do município de Bela Cruz, Eliésio Rocha Adriano, foi afastado do cargo público por 180 dias, por determinação do Tribunal de Justiça do Ceará. A decisão foi requerida pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap), em denúncia contra fraudes em contratações amparadas por decreto de emergência editado pelo prefeito, logo no início da sua gestão. 

As investigações apontam que foram constatadas ilegalidades em contratos referente ao serviço de coleta de lixo com a empresa Valetim Locação e Serviço e D. L. Moura ME. No afastamento liminar, o magistrado considera que “após diligência de busca e apreensão realizada na sede da Prefeitura foram encontrados novos contratos de dispensa de licitação baseados no decreto de emergência. 

No dia 29 de maio de 2017, o Ministério Público cumpriu mandados de busca e apreensão na Prefeitura de Bela Cruz com o objetivo de apurar supostas fraudes em licitações com base em decretos de emergência executados no início de 2017. Em 4 de julho do ano passado, foram cumpridos novos mandados de busca e apreensão da Prefeitura como parte de uma nova etapa de colheita de provas. Havia a suspeita de fraude, direcionamento, montagem e superfaturamento nos procedimentos destinados à contratação dos serviços de limpeza urbana, locação de veículos, transporte escolar e assessorias a diversas pastas do Município de Bela Cruz.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.