REGIONAL

Ataque a carro forte deixa um saldo de 6 mortos em Quixeré

Pelo menos 7 bandidos foram mortos durante o confronto com a Polícia Militar.
Seis bandidos morreram durante uma troca de tiros com a Polícia Militar no começo da tarde desta sexta-feira (23) no interior cearense. O confronto aconteceu no Município de Russas, na região do Vale do Jaguaribe (a 163Km de Fortaleza), quando uma quadrilha, fortemente armada, tentou atacar um carro-forte da empresa de segurança e transportes de valores Corpvs. Outros componentes do bando estão sendo caçados.

A Inteligência e o  Comando do Policiamento Especializado( CPE) receberam  informações acerca da presença da quadrilha que planejava o assalto ao carro-forte no Vale do Jaguaribe. Foi, então, montada a operação. Os criminosos partiram para o ataque ao blindado no começo da tarde desta sexta-feira e escolheram como ponto para a abordagem aos vigilantes que transportavam os malotes com dinheiro,  a ponte do ramal de acesso ao Distrito de Flores.

A quadrilha estrategicamente colocou veículos espalhados pela BR-116 para interceptar o carro-forte e incendiou um dos carros na “cabeça” da ponte. A troca de tiros com as equipes da Polícia Militar aconteceu no momento da abordagem. O bando era formada por cerca de 11 criminosos, todos oriundos das cidades daquela região, como Tabuleiro do Norte e São João do Jaguaribe.

Tiros e mortes

Na primeira troca de tiros com a Polícia, três bandidos morreram na hora. A caçada aos demais integrantes do bando continuou na região com o apoio de um helicóptero da Coordenaria Integrada de Operações Aérea (Ciopaer) e outros quatro bandidos teriam também morrido. Suas identidades não foram, ainda, reveladas.

Armamento pesado

Com os bandidos mortos, a Polícia apreendeu vários fuzis, espingardas de calibre 12 (escopetas), coletes à prova de balas, pistolas, além de muita munição e artefatos que seriam utilizados para explodir o carro-forte. Neste momento, a caçada aos demais integrantes da quadrilha mobiliza equipes da PM também da região, através do 1º BPM (Russas) e do Batalhão de Divisas.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.