REGIONAL

MPCE solicita prisão de médico suspeito de crimes sexuais em Uruburetama


O Ministério Público do Ceará, por meio da Promotoria de Justiça de Uruburetama, entrou com pedido de prisão preventiva junto à Justiça contra o médico José Hilson de Paiva, por suspeita de crimes sexuais.

O pedido foi feito na noite de quarta-feira (17). O pedido se fundamenta no fato de que, mesmo afastado das funções de prefeito e médico, José Hilson é considerado influente no município e no meio político estadual, sendo capaz de, diretamente ou por interpostas pessoas, coagir, constranger, ameaçar, corromper, enfim, praticar atos tendentes a comprometer a investigação do Ministério Público e da Polícia Civil.

O pedido de prisão do médico é mais um episódio desencadeado pelas novas denúncias contra o suspeito, exibidas no programa Fantástico da Rede Globo, no domingo, dia 14. O caso vem sendo denunciado pela imprensa cearense desde o início de 2018, no entanto vem ganhar maior repercussão depois da reportagem do programa da Globo. 

Um inquérito policial foi instaurado, após acesso vários vídeos que mostram cenas de supostos crimes sexuais sendo cometidos pelo médico.

De acordo com o Ministério Público, 18 pessoas já foram identificadas e serão convidadas para prestarem esclarecimentos. Pelos menos duas delas já foram ouvidas. Outras quatro mulheres estiveram na Delegacia de Cruz, onde José Hilson trabalhou como médico entre 1992 a 2012, e manteve um consultório particular na cidade até 2018, onde também teria cometido crimes.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.