REGIONAL

Policiais e bombeiros militares protestam por reajuste de salário na Assembleia Legislativa do Ceará


Policiais militares e bombeiros do Estado fizeram um protesto nas galerias da Assembleia Legislativa do Ceará, em Fortaleza, nesta quinta-feira (5), por aumento de salário.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que duas comissões – uma para policiais e bombeiros militares e outra para policiais civis e peritos – finalizam proposta de reestruturação salarial. A política de valorização dos servidores da área de Segurança alcançou, de 2015 a 2018, um investimento de R$ 599,6 milhões, segundo a Secretaria. (Leia abaixo a nota da secretaria)

O deputado estadual Soldado Noélio (PROS), representante da categoria na Casa, afirmou que foram realizadas reuniões com o Governo do Estado que, segundo ele, não tiveram efeito.

“Um sargento do Ceará tá recebendo R$ 2 mil a menos do que a maioria dos estados do Nordeste, por exemplo, Alagoas, Maranhão, Sergipe, Rio Grande do Norte. Todos esses estados pagam R$ 2 mil a mais a seus sargentos do que o Estado do Ceará. A gente precisa corrigir isso”, disse o Soldado Noélio.

Líder do governo na Assembleia, o deputado Júlio César Filho argumentou que o Estado vem tratando “distorções que historicamente havia na corporação”.

Os profissionais pedem aumento para R$ 4.700 no caso do soldado, que ganha em torno de R$ 3.250, com consequente reflexo na tabela de salários da categoria.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.