CIDADE

Ministério Público de Iguatu pede afastamento de dois conselheiros tutelares de Iguatu


O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude da Comarca de Iguatu, representada pela promotora Helga Barreto Tavares, entrou com uma Ação Civil Pública junto à Justiça de Iguatu, solicitando a destituição de Cristiano Martins Oliveira e David William Nogueira da Silva, conhecido por "DD Silva" dos cargos de conselheiros tutelares de Iguatu.

De acordo com o Ministério Público, as acusações contra os dois conselheiros são por abuso de poder político, econômico e religioso durante a campanha para a escolha dos novos membros do Conselho Tutelar de Iguatu, cujo pleito ocorreu no dia 6 de outubro do ano passado.

Ao final das investigações, segundo o MP, ficou evidenciado que o conselheiro Cristiano Martins cometeu abuso de poder econômico, caracterizado pelo uso de propagandas exageradas, com custo elevado, com divulgação em redes sociais e por meio de panfletagem, além da oferta de ajuda financeira para presentar eleitores, se autopromovendo no sentido de angariar votos.

Já "DD Silva", com apoio do vereador Rubenildo Cadeira, teria utilizado eventos religiosos para obtenção de votos, assim como da ajuda de fiéis para se promover e conseguir elevada votação.

Na ação, além do afastamento imediato dos conselheiros, com a devida suspensão de seus subsídios, o Ministério Público pede que se determine a imediata convocação dos suplentes, conforme ordem de classificação obtida no respectivo pleito. A ação tramita na 3ª Vara de Justiça da Comarca de Iguatu.



Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.