CIDADE

IFCE faz doação de álcool para Corpo de Bombeiros de Iguatu


Na última quinta-feira (25), o IFCE-campus Iguatu realizou a doação de álcool 80 % glicerinado (10 L) e álcool em gel (40 L) para a 1ª Companhia de Bombeiros do 4º Batalhão de Bombeiros Militares de Iguatu, para serem utilizados pela corporação. O material, produzido durante o mês de junho, foi resultado de uma ação emergencial de combate ao coronavírus no Ceará.

Newdmar Fernandes, chefe do Departamento de Pesquisa, Extensão e Produção, explica que a produção e doação de álcool faz parte de um projeto do campus em parceria com a Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPI), Pró-Reitoria de Extensão (Proext) e Pró-Reitoria de Administração e Planejamento (Proap), contando ainda com a participação da BR Distribuidora e do Exército Brasileiro. "Trata-se de uma união de esforços visando contribuir no combate ao COVID-19, dando nossa parcela de contribuição a sociedade nesse momento difícil", pontua. 

O professor do IFCE-campus Iguatu e químico Francisco Avelino explica que a verba para fabricação do material advém do Ministério da Educação e que contemplou vários campi do IFCE para a confecção e distribuição de álcool 70%, seja na forma líquida ou em gel para o sistema de saúde pública. “Nós recebemos  álcool 96% produzido pela BR Distribuidora e entregue pelo exército  além de outros insumos como o carbopol, utilizado na fabricação de álcool em gel e a glicerina utilizada na produção do álcool glicerinado”, diz Avelino.O professor ressalta ainda que a produção contou com a participação de dois estudantes do curso de Licenciatura em Química, Alan Karlos (5º semestre) e Luiz Fernando (4º semestre) e de dois técnicos de laboratório, Jordânia Melo e Luís Carlos.

O produto foi elaborado seguindo os padrões mínimos de Boas Práticas de Fabricação e atendendo os padrões de qualidade requeridos para o uso pretendido, de acordo com o estabelecido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo Avelino, o álcool líquido 70% é utilizado para higienização de superfícies, o álcool 80% glicerinado é utilizado alternativamente ao álcool em gel, visto que a glicerina atuará como umectante, evitando o ressecamento da pele causado pelo álcool e o álcool em gel 70% permite uma melhor higienização das mãos devido ao caráter espessante que o gel confere, garantindo que ao friccionar as mãos o etanol permaneça na pele por um tempo mais prolongado, o que favorece a desinfecção e amplia  a eficiência no combate ao vírus.

A iniciativa faz parte das ações do Instituto Federal do Ceará e da Rede Federal de Educação Profissional de combate ao COVID-19. A Rede tem trabalhado com doações de materiais necessários para o combate à doença em vários estados do país, além de atuar no desenvolvimento de pesquisas diversas cujo objetivo é atenuar os efeitos da pandemia. Confira aqui o mapa com todas as ações da Rede Federal de Educação Profissional: https://covid.redefederal.org.br/


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.