REGIONAL

Decreto municipal proíbe acesso aos locais de banho entorno do Açude Orós


Por conta do aumento nos casos de Covid-19 no município, a Prefeitura de Orós publicou decreto proibindo o acesso ao açude Orós, à válvula dispersora e a outros locais de banho no município. A decisão tem validade por tempo indeterminado.

Para manter o cumprimento da medida, a Prefeitura de Orós vai contar com apoio da Polícia Militar e dos Agentes da Guarda Municipal. Somente trabalhadores e moradores de ilhas e entorno do açude podem transpor a barreira de proteção.

As medidas restritivas de acesso às áreas de lazer foram adotadas após reunião do Comitê Municipal de Combate ao Coronavírus. a coordenadora da Vigilância Sanitária de Orós, Aurília Aquino disse que "há preocupação com o aumento de óbitos e dos casos de Covid-19, pois cresceu muito a presença de turistas no açude".

O decreto que vetou o acesso de banhistas não afeta o funcionamento dos restaurantes que ficarão abertos, mas devem cumprir os protocolos de prevenção sanitária. 

O comerciante Antônio Feitosa disse que a medida vai afetar os negócios. "Já ficamos mais de quatro meses no ano passado sem funcionar e agora esse decreto vai afastar as pessoas que vêm do cariri, de Iguatu, de Icó e de outras regiões", ponderou. "As pessoas não vêm aqui só pela comida, querem tomar banho e acho que agora ninguém vem mais", lamentou. 


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.