REGIONAL

Prefeito e vice do município de Cedro têm diplomas cassados por abuso de poder nas eleições de 2020


O prefeito do município de Cedro, João Diniz (PDT) e a vice, Ana Nilma (PDT), além do ex-prefeito Nilson Diniz(PDT) foram condenados por abuso de poder político após uso indevido da máquina pública e utilização indevida de veículos de comunicação durante as eleições municipais de 2020.

A decisão também determina a realização de novas eleições no município do interior do Ceará, bem como a inelegibilidade deles e do ex-gestor da cidade pelos próximos oito anos. 

A decisão foi tomada no último dia 17 de fevereiro, pelo juiz Eduardo André Dantas Silva, da 13ª Zona Eleitoral de Iguatu. Na análise da ação, o magistrado considerou que houve abuso de poder a partir da contratação e renovação de contratos de servidores temporários no município. A prática teria ocorrido em período vedado pela legislação eleitoral. O prefeito nega os crimes e diz que a decisão será revisada pelo Tribunal Regional Eleitoral.

De acordo com o juiz eleitoral, os contratos firmados durante a gestão do ex-prefeito Nilson Diniz formaram uma espécie de conjuntura suficiente para influenciar a vontade política no município. Segundo ele, há um desequilíbrio "ainda mais evidente" quando se observa que a chapa do atual prefeito João Diniz (PDT) e a vice Ana Nilma (PDT) foi eleita com uma diferença de 181 votos.

João Diniz era vice-prefeito da gestão de Nilson e apoiado politicamente pelo grupo que estava no poder para concorrer no pleito. Para o magistrado, é possível inferir que o atual gestor "tinha conhecimento dos fatos e circunstâncias do ato ilícito e nada fez para impedi-lo, usufruindo passiva e coniventemente dos benefícios eleitorais daí decorrentes".


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.