CIDADE

Homem que abaixou short de funcionária em loja de conveniência em Iguatu é denunciado por importunação sexual


A Polícia Civil de Iguatu, após trabalho de investigação, indiciou um homem de 62 anos, pelo crime de importunação sexual, artigo 215A, do Código Penal Brasileiro. A pena para esse tipo de delito é de até cinco anos. Além da vítima, a polícia ouviu o comerciante e testemunhas que presenciaram a cena.

O caso ocorreu em 16 de agosto, no interior de uma loja de conveniência, em Iguatu. Roberto da Silva Nogueira, acusado de cometer o delito, foi flagrado pelas câmeras de segurança do local. As imagens mostram três homens e uma mulher em uma mesa no interior do estabelecimento, quando a funcionária vai ao local fazer a limpeza. O acusado segura o braço da mulher, de 34 anos, abaixa seu short, fazendo com que seu corpo ficasse parcialmente exposto.

O delegado Regional de Polícia Civil, Marcos Sandro, que esteve à frente do caso, juntamente com a Delegacia de Defesa da Mulher, disse que o procedimento será encaminhado para o Fórum local para apreciação do Ministério Público e Poder Judiciário.   

O advogado de defesa, Fabrício Moreira, disse que seu cliente não teve intenção de importunar a vítima, alegando ter sido um incidente motivado pelo excesso de bebida alcoólica.

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.