POLITICA

Troca de farpas entre Ciro e Dilma azeda ambiente da aliança do PDT com o PT no Ceará


As críticas do presidencial Ciro Gomes ao ex-presidente Lula, a quem acusou de conspirar pelo impeachment da então presidente Dilma Roussef, azedaram ainda mais o ambiente da aliança do PDT com o PT na corrida ao Governo do Estado em 2022. 

Ciro voltou a bater duro nos petistas e recebeu resposta de Dilma, além de críticas do deputado federal José Nobre Guimarães, uma das vozes mais firmes na defesa da aliança do PT com o PDT no estado.

Em entrevista ao podcast Estadão Notícias, do Jornal O Estado de São Paulo, Ciro disparou a metralhadora contra petistas e lideranças nacionais do MDB e disse que atuou contra o impeachment e quem fez o golpe foi o Senado Federal, encabeçado pelos senadores Renan Calheiros e Eunício Oliveira, nomes pelos quais Lula quer se aliar, caso chegue ao Palácio do Planalto.

As acusações feitas pelo pedetista, avaliam especialistas, seguem a estratégia de Gomes de rivalizar contra o PT, ganhar a simpatia de eleitores desiludidos com Bolsonaro e chegar ao segundo turno enfrentando Lula (PT) em 2022.

 

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.