Ministério Público do Ceará requer condenação de agência bancária por violação de normas sanitárias


O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por intermédio do titular da 3ª Promotoria de Justiça de Tauá, promotor de Justiça Jucelino Oliveira Soares, ajuizou na manhã desta segunda-feira (14) uma Ação Civil Pública  contra o Banco Bradesco devido aos sucessivos descumprimentos das medidas sanitárias de contenção ao novo Coronavírus, na agência daquele município.

Na ação, o MP pede a condenação da agência bancária em danos morais coletivos no valor de R$ 500 mil reais. O órgão também requereu, de forma liminar, no prazo de cinco dias, a implementação de protocolo de segurança que preveja a orientação de filas; agendamento para atendimento de idosos e pessoas com deficiência; reforço no quadro de atendimento ao cliente, além de outras medidas. Caso haja descumprimento, a multa diária é de R$ 10 mil.  

  

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Policial

Facebook