CIDADE

Observador Político: Os reis estão nus

A maioria dos correligionários políticos do prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor, e do secretário de saúde Marcelo Sobreira, não acredita mais em realinhamento dos dois grupos. 

O rompimento é uma ideia que foi gerada e depois colocada em prática. 

O clima está azedo. 

Hoje, o centro das atenções não é mais a eleição da mesa diretora da Câmara. O foco é maior: são centenas de cargos nas mãos de aliados políticos que podem se esfarelar. 

Na quinta-feira, a sessão da Câmara municipal foi suspensa, alegando falta de vereadores na cidade para gerar quórum. Para complicar a situação, o prefeito não se encontra na cidade. Está viajando.

 Durante entrevista para uma emissora de rádio da cidade, o secretário de saúde disse que não iria aceitar a sugestão do líder do prefeito para deixar o cargo, e vai aguardar a chegada do prefeito para conversar. "Eu vou ficar, a não ser que o prefeito me demita. Estou esperando que o prefeito tome alguma posição", disse.

Conclusão: uma união de dois grupos políticos, que nasceu com a promessa de melhorar as condições do povo de Iguatu, sucumbiu em menos de 2 anos, porque os interesses são outros. A luta pelo poder. A luta pra ver quem se beneficia mais do poder, em muitos aspectos. 

Os reis estão nus! 

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.