NACIONAL

Governo Federal quer ampliar pente-fino nas pensões por morte


Pensão por morte, auxílio-reclusão e aposentadoria rural estão na mira do pente-fino que será promovido pelo governo federal na Previdência Social. Cálculos do governo estima que mais de 2 milhões de benefícios previdenciários concedidos pelo INSS precisam ser auditados porque têm algum indício de ilicitude.

Em reunião nesta quarta-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, discutiu a edição da MP com o presidente Jair Bolsonaro. Ele deve assinar a medida até a próxima segunda-feira. Segundo Marinho, o texto ainda não está fechado. O governo estima uma economia de até R$ 20 bilhões por ano com a medida.

— Até segunda-feira o presidente vai assinar e nós podemos anunciar esse projeto que pretende aperfeiçoar os mecanismos de validação de benefício por todo o país. Ela (a MP) atende uma preocupação da sociedade como um todo, e de uma forma particular do governo, de fazer o seu dever de casa antes de fazer a reforma da Previdência — afirmou o secretário.

A MP também vai autorizar a concessão de um bônus para os funcionários do INSS. O objetivo é evitar que esses servidores peçam aposentadoria e reduzam o quadro do instituto.

 

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.