REGIONAL

Polícia continua buscas pelo acusado de assassinar jovem em Pedra Branca

Populares realizaram caminhada pedindo paz e justiça
As polícias do município de Pedra Branca, no Sertão Central do Estado, continuam as buscas pelo principal acusado de assassinar a jovem universitária Danielle Oliveira Silva, de 20 anos. A vítima foi encontrada morta no dia 25 de abril, num sítio vizinho ao de sua família, na localidade de São Gonçalo, na zona rural. Ela estava desaparecida desde o dia anterior, e segundo a Perícia Forense, foi estuprada e morta com um tiro na cabeça.

O principal suspeito é conhecido por Zé do Valério, que desde o dia do crime está desaparecido. Contra ele existe um pedido de prisão preventiva. De acordo com a Polícia, na noite desta terça-feira (30), o acusado invadiu uma residência na localidade de São Joaquim, em Senador Pompeu, pediu comida e depois roubou uma motocicleta da residência para fugir. Segundo informações repassadas à polícia, Zé do Valério estava armado.

Danielle oliveira tinha 20 anos
Em um vídeo gravado pela mãe de Danielle, Joelma Oliveira, ela diz que o homem se fazia de coitadinho e bonzinho.

Equipes das polícias civil e militar dos municípios de Pedra Branca, Senador Pompeu, Quixeramobim e Boa Viagem estão mobilizadas nas buscas pelo homem.

O Comando Tático Rural (Cotar) e um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) dão reforço às buscas.

De acordo com informações da Polícia, José Pereira da Costa já é foragido da Justiça por suspeita de outro assassinato ocorrido em 2013, em Tauá. A vítima à época foi a comerciante Maria Solange Cezário, de 39 anos.  Naquela região o homem se apresentava como Zé da Foice, e também tentou matar o marido da comerciante.

Nesta quarta-feira, feriado do Dia do Trabalho, familiares, amigos e de Danielle e populares de Pedra Branca se reuniram para uma caminhada pela paz em homenagem à universitária e outras vítimas de feminicídio. Eles seguravam cartazes exibindo estatísticas de feminicídio pelo País, nomes e fotos de vítimas do crime.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.