CIDADE

Polícia Civil de Iguatu desmascara perfil fake que atacava o deputado Agenor Neto e pessoas ligadas a seu grupo político

Nesta segunda-feira, 15, a equipe de investigações da Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu, através da Divisão de Combate aos Crimes Cibernéticos, concluiu uma investigação de quase seis meses de duração e elucidou o caso de um perfil fake no Facebook, denominado Francisco Pimenta, que atuava na cidade de Iguatu desde a campanha eleitoral de 2016.

De acordo com o delegado Regional de Polícia Civil, Wesley Alves, a polícia já vinha monitorando a atuação do citado perfil há alguns meses e no início do ano de 2019 desencadeou uma série de ações com a finalidade de elucidar o caso.

Com o apoio da Justiça, foi decretada a quebra de sigilo de dados do perfil e em seguida, com apoio do Facebook, a equipe conseguiu informações básicas de horários e acessos ao perfil. Com o apoio das empresas de telefonia, os investigadores conseguiram informações mais detalhadas sobre o local exato de onde partiram boa parte das postagens e de qual conta estaria sendo realizadas as publicações criminosas.

De acordo com as investigações, após um trabalho de inteligência policial e análise de mais de 350 páginas de documentos e dados, os investigadores conseguiram chegar aos nomes das pessoas envolvidas. São elas: Cícero Rodrigues Ferreira; Aurileide Alves de Assis; Jossenir Alves de Assis e Vinicius Mendonça Assunção. 

Delegado Wesley Alves trabalhou no caso
Os acusados prestaram depoimento na Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu, e foram indiciados pelos crimes de calúnia, difamação e injúria, e vão responder aos artigos 138, 139 e 140 do Código Penal Brasileiro (CPB).

De acordo com o delegado Wesley Alves, a motivação das postagens está relacionada diretamente a fins políticos e tinha como principal objetivo denegrir a imagem do deputado estadual Agenor Neto e das pessoas ligadas ao seu grupo político, como o ex-prefeito Aderilo Alcântara. "Outros perfis fakes que atuam no município de Iguatu serão desmascarados, podem aguardar", disse o delegado.

Em nota divulgada nas redes sociais, Vinícius Mendonça nega as acusações.




Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.