POLITICA

Pagamento de empréstimo consignado de servidores estaduais do Ceará pode ser suspenso durante pandemia

Deputado Agenor Neto enviou requerimento à Seplag pedindo a suspensão da cobrança
O pagamento das parcelas dos empréstimos consignados dos servidores públicos estaduais do Ceará poderá ser suspenso por até três meses devido à pandemia do Covid-19. A decisão foi comunicada pelo banco Bradesco ao Governo do Estado em ofício nesta quarta-feira (20).

A medida atendeu à articulação de servidores e parlamentares junto à Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag). O Bradesco decidiu ainda ampliar o prazo máximo dos empréstimos de 72 para 96 meses. O benefício não é automático e ficará a critério do servidor estadual. A estimativa é que entre 8 a 10 mil servidores sejam beneficiados.

Desde o final de março, os servidores tentavam suspender os descontos. O deputado estadual Agenor Neto, sensível à demanda dos servidores, enviou requerimento nº 2468/2020, solicitando junto à Seplag que intercedesse junto ao Bradesco para suspender as cobranças por pelo menos dois meses. "Esse é um momento de dificuldade, de crise financeira e que o nosso servidor público precisa de um incentivo para superar essas dificuldades provocadas pela pandemia do coronavírus", disse o deputado.

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.