REGIONAL

Metade dos bares e restaurantes não deve reabrir, afirma Abrasel


A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Ceará (Abrasel) revisou a previsão do impacto da pandemia do novo coronavírus e, com a decisão do Governo do Estado manter bares fechados durante a quarta fase do plano de retomada, cerca de 50% dos negócios desse segmento não deverão sobreviver à crise.

Na sexta-feira (31), o governador Camilo Santana afirmou nas redes sociais que os setores, juntamente com o de cinemas, não têm previsão de reabertura. "Os eventos, que geram aglomerações, não têm data ainda definida para retomada", destacou.

O secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Estado, Maia Júnior, disse que os setores precisam esperar ter condições sanitárias seguras o suficiente para retorno das atividades. "Vai depender das condições sanitárias. Eventos e bares são pontos de aglomeração com alto risco e difícil controle", disse.

Os representantes dos eventos e bares cearenses reagiram com desapontamento ao anúncio do novo decreto de isolamento social no Ceará, que ainda os mantêm impossibilitados de operar.

Consultadas, lideranças da Abrasel e do Sindicato das Empresas Organizadoras de Eventos e Afins do Estado do Ceará (Sindieventos-CE) disseram estar esperando medidas diferentes sobre o funcionamento de bares e a realização de eventos no Ceará, mas principalmente na Capital cearense.

Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.