CIDADE

OPINIÃO: Camilo busca entendimento nacional nas articulações sobre as eleições de 2020

O governador Camilo Santana está adotando a estratégia de nacionalizar os diálogos com o PT para debater as eleições deste ano nos municípios brasileiros, entre eles Fortaleza, o que mais desafia o poder de articulação do governador, por posições antagônicas entre dois dos maiores partidos da sua base aliada: PT e PDT. Os diálogos de Camilo, até aqui, envolveram governadores, parlamentares de outros estados e até o ex-presidente Lula.

Na toada da nacionalização, o governador recebeu, ontem (13), em Fortaleza, a pré-candidata do PT à Prefeitura do Recife, Marília Arraes. Lá, o partido também enfrenta conflito com um aliado da esquerda, mas no caso é o PSB. 

Na pior das hipóteses, Camilo Santana quer trabalhar, em Fortaleza, com a possibilidade de evitar confrontos diretos entre as candidaturas de PT e PDT, estratégia semelhante à que está se desenhando na Capital pernambucana em relação ao PSB. 

Voto aberto

Deputados estaduais cearenses vão ter que expor seus votos quando forem decidir se acatam ou não o parecer disciplinar com punição para o deputado André Fernandes, agora filiado ao Republicanos. O processo prevê a suspensão de 30 dias do mandato por quebra de decoro.

A mudança de votação secreta para aberta para decidir a suspensão do parlamentar foi aprovada na sessão desta quinta-feira (13), por 37 votos a favor e nenhum contra.

André responde a processo ético na Assembleia desde agosto do ano passado, após ter acusado seu colega de Casa, deputado Nezinho Farias (PDT), de integrar organização criminosa. André chegou a pedir desculpas a Nezinho, mas não foi suficiente para evitar o processo contra ele.

Com a decisão de hoje e a leitura do processo em plenário, a proposta está pronta para ser votada em plenário, que pode acontecer na próxima quinta-feira (20).

Fritura

Com a aproximação do período determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral para a realização das convenções partidárias, partidos e lideranças políticas iniciam o jogo de articulações para definição das chapas que vão concorrer aos cargos de prefeito e vice e também dos nomes que vão disputar cerca de 50 mil vagas no legislativo municipal em mais de 5 mil municípios brasileiros.

As convenções partidárias devem ocorrer no período de 31 de agosto a 16 de setembro, até lá, muita coisa pode acontecer no âmbito das pré-candidaturas, inclusive no cenário de Iguatu.

Nos bastidores, o cenário é de fritura ou até de desistência, por conta do desgaste político enfrentado junto à população de Iguatu.




Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.