POLITICA

MP Eleitoral pede condenação e cassação de mandato do prefeito de Iguatu Ednaldo Lavor


O Ministério Público Eleitoral apresentou parecer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) defendendo a condenação do prefeito de Iguatu, Ednaldo de Lavor Couras (PSD), e do vice-prefeito Franklin Bezerra (PSDB), por captação ilícita de votos e por abuso de poder político e econômico durante as eleições de 2020. Os gestores respondem a ações por irregularidades na campanha e podem ter os diplomas cassados e ficarem inelegíveis.

O Ministério Público Eleitoral, por meio da procuradora Lívia Maria de Souza, entendeu ter havido irregularidades, por exemplo, na contratação de servidores temporários e comissionados durante o período eleitoral; ; irregularidades em licitações para a realização de obras de recuperação asfáltica em período eleitoral, além da distribuição de combustível, perseguição política e compra de apoio político durante a campanha eleitoral.

O processo agora será apreciado pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/CE), que pode acolher ou não o parecer do MP.  Vale lembrar que em ação recente, nesta terça-feira (5), em Brasília, o Tribunal Superior Eleitoral cassou o prefeito Zé Firmino (MDB) e o vice Dr. Marcelo (MDB) por abuso de poder político e econômico nas eleições do ano passado e determinou novas eleições no município de Viçosa do Ceará.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.