Estado e prefeituras cearenses contratam R$ 1,1 bilhão sem licitação em meio à pandemia. Iguatu contratou 12,6 milhões

Prefeitura de Iguatu contratou dois caminhões pipas por R$ 66 mil reais
Com a situação de emergência na saúde e os decretos de calamidade pública, o Governo do Estado e as prefeituras cearenses, juntos, contrataram um total de R$ 1,1 bilhão desde o início da crise do coronavirus. Os gastos ocorrem sem licitação.

Os números foram divulgados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Segundo detalhamento do órgão, o Estado é responsável pela quantia de R$ 721 milhões e as 184 prefeituras com R$ 441 milhões. Fortaleza foi o município que contratou mais, cerca de R$ 250 milhões.

Outros municípios, como é o caso de Iguatu, no Centro Sul, contratou um valor de R$ 12,6 milhões. O total de contratos envolve gastos com material de consumo, locação de veículos, gêneros alimentícios, além da contratação de serviços e material médico hospitalar. No meio das locações, a Prefeitura de Iguatu contratou dois caminhões pipas por um valor de R$ 66 mil para fazer o serviço de desinfecção de ruas da sede do município.

A Corte de Contas explica que os dados dos processos estaduais foram contabilizados a partir das publicações no Diário Oficial do Estado. Os contratos feitos pelos municípios foram retirados do Portal de Licitações do TCE Ceará.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Policial

Facebook