Ceará gera 12,3 mil vagas de emprego com carteira assinada em fevereiro


O Ceará gerou 12.343 empregos com carteira assinada em fevereiro. O saldo positivo é resultado de 43.218 admissões e 30.875 desligamentos. É o oitavo mês consecutivo de avanço no mercado de trabalho formal no Estado, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta terça-feira (30) pelo Ministério da Economia.

Em relação a janeiro, quando foram criados 7.868 postos de trabalho formal no Estado, o avanço na geração de emprego foi de 56,8%. No primeiro bimestre de 2020, o Ceará acumula saldo positivo de 20.211 vagas.  Já nos últimos 12 meses, o saldo é de 26.665 postos de trabalho.

Na comparação com fevereiro de 2020 (abertura de 7.039 postos), antes da pandemia do novo coronavírus, foram 5.304 vagas a mais no Estado.

Com saldo de 5.892 vagas, o setor de serviços foi o que o mais gerou emprego no Ceará, no último mês, seguido pelo comércio (2.599), indústria (2.501) e construção civil (1.801). Já a agropecuária registrou o fechamento de 450 vagas.

Entre as cidades cearenses que mais criaram emprego com carteira assinada em fevereiro, Fortaleza aparece na primeira colocação (6.567), seguida de Maracanaú (767) e Juazeiro do Norte (460). Por outro lado, Sobral (-765) teve a maior perda, seguida de Icapuí (-183)  e Limoeiro do Norte (-130). 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Policial

Facebook