NACIONAL

Médicos alertam para o aumento dos casos de hipertensão em adultos jovens no Brasil


Estudo divulgado pelo Ministério da Saúde aponta que o diagnóstico de hipertensão arterial aumentou 14% nos últimos dez anos. A pesquisa aponta a obesidade - que registrou crescimento de 60% nesse mesmo período - como um dos principais fatores responsáveis pelo índice observado não só na pressão alta, que agora atinge 25,7% da população, mas também no diabetes. 

O médico cardiologista Jairo Lins Borges, do Departamento de Cardiologia da Universidade Federal de São Paulo, afirma que o aumento da hipertensão está ligado aos hábitos de vida e também aos aspectos demográficos do País. "O profissional brasileiro tem desempenhado um trabalho cada vez mais sedentário, combinado à alimentação industrializada e ao tabagismo, fatores que contribuem para o surgimento da doença", disse.

Ele destaca que a hipertensão também tem sido mais incidente entre 20 e 44 anos, na fase de adulto jovem, cuja rotina atribulada leva à demora pela busca do diagnóstico, aumentando assim o risco cardiovascular. Quando se leva pelo menos quatro meses para controlar a pressão arterial, a partir do momento em que o quadro se instala de forma silenciosa, tanto o risco de AVC como o de morte aumentam 2%.

A pressão alta pode ser silenciosa por muitos anos, por ser uma condição que costuma avançar devagar. Desse modo, é necessário medir a pressão regularmente, e adotar hábitos saudáveis de estilo de vida para prevenir o desenvolvimento e a progressão de doenças cardiovasculares.


Sobre Luiz Vasconcelos

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.